notícias

Educação Musical Especial e Musicoterapia

Educação Musical Especial e Musicoterapia: PRÁTICAS MUSICAIS QUE PROMOVEM O DESENVOLVIMENTO DO AUTISTA

A Educação Musical voltada para pessoas com algum tipo de deficiência é denominada Educação Musical Especial. Essa abordagem tem como objetivo promover o desenvolvimento musical de pessoas que tenham algum tipo de limitação motora e/ou mental. O educador musical planeja as aulas de música de modo a estimular e desenvolver, progressivamente, habilidades musicais possíveis de serem trabalhadas com alunos com algum tipo de deficiência.

Já a Musicoterapia consiste em intervenções sistemáticas utilizadas pelo terapeuta que visam promover a saúde do paciente. Para isso, o musicoterapeuta recorre às experiências musicais e à sua relação com o paciente. Experiências musicais diversas são oferecidas à pessoa com limitações, mas o objetivo primário não é promover o desenvolvimento musical do paciente, mas promover a sua saúde. 

A Educação Musical e Musicoterapia são as duas modalidades da prática musical que são utilizadas com sucesso para ampliar a capacidade de comunicação da criança autista.

Várias pesquisas têm sido realizadas no sentido de aprofundar o conhecimento sobre as relações entre música e autismo, visando o aprimoramento de sua aplicabilidade pedagógica, pela Educação Musical, e de sua aplicabilidade terapêutica, pela Musicoterapia. Resultados de pesquisas recentes sobre o assunto são impressionantes e apontam para a melhora da capacidade de comunicação social de crianças autistas que são submetidas a experiências musicais, tanto pela Educação Musical, quanto pela Musicoterapia

Os efeitos benéficos da experiência musical para o autista estão diretamente relacionados à nossa “musicalidade” inata que parece estar adormecida ou desorganizada na pessoa autista.  Nota-se que o termo “musicalidade” aqui não quer dizer talento ou habilidade para música. Trata-se de uma forma originária de expressão e comunicação, que já se manifesta desde o nascimento, por meio de sons e gestos. Quem já não observou como os bebês conseguem se comunicar, mesmo não ainda sabendo falar sua língua materna? Eles se comunicam utilizando sua musicalidade inata: balbucios, gritos, sorrisos, silêncios, olhares, movimentos do corpo etc.

O educador ou o terapeuta entram em sintonia com o autista mediados pela experiência musical que tem o poder de provocar a musicalidade inata do autista, sem a necessidade da palavra. E é dessa relação intersubjetiva que brota a palavra! 

Diante disso, o Núcleo Villa-Lobos tem recebido alunos autistas e conta com profissionais experientes que atuam tanto com a Educação Musical quanto com a Musicoterapia para promover não apenas o desenvolvimento musical como também o desenvolvimento da comunicação social dessas pessoas. É um trabalho gratificante que temos orgulho de poder oferecer à nossa comunidade há muitos anos.

Educação Musical Especial e Musicoterapia

Siga o Núcleo Villa-Lobos em todas as redes sociais e fique por dentro de todas as novidades!

Visite nossa Loja – Aulas Online – Aulas Presenciais – Escola de Musica em Bh

Rua Grão Pará, 660 – Santa Efigênia CEP 30150-340 – Belo Horizonte – MG

Alameda da Serra, 1021 2º andar Vale do Sereno
CEP 34000-000 – Nova Lima – MG

© 2016 Núcleo Villa Lobos – Todos os Direitos Reservados